Torre Biológica SYCON®compact

syconcompact

A Torre Biológica SYCON®compact é construída em poliéster reforçado a fibra de vidro (PRFV) e preenchida com o Biocubo NATANTIA®. O princípio de funcionamento baseia-se na fixação de um biofilme bacteriano na superfície do Biocubo NATANTIA®, que remove os poluentes da água, como o CBO5, o CQO, a amónia, os nitritos, os fosfatos e outros poluentes. Tem baixo consumo energético e baixa manutenção, já que o leito percolador é autolimpante.

A Torre Biológica SYCON®compact é construída em poliéster reforçado a fibra de vidro (PRFV) e preenchida com o biocubo NATANTIA®. O princípio de funcionamento baseia-se na fixação de um biofilme bacteriano na superfície do biocubo NATANTIA®, que remove os poluentes da água, como o CBO5, o CQO, a amónia, os nitritos, os fosfatos e outros poluentes. Tem baixo consumo energético e baixa manutenção, já que o leito percolador é autolimpante. O efluente a tratar é bombeado e distribuído pela superfície superior dos biocubos por aspersores helicoidais, e escorre por percolação gravítica, que promove uma intensa oxigenação da água e a evaporação do dióxido de carbono. Tem integrado um decantador lamelar, pelo que não é necessário nenhum órgão de decantação de lamas posterior, sendo estas extraídas por bombagem para um sistema de desidratação ou tanque exterior.

VANTAGENS

• Construção em material durável, com formato prismático

• Pode ser instalada à superfície

• Tem integrado um decantador lamelar de lamas, evitando assim a necessidade deste órgão

• Pequenas dimensões, o que permite fácil transporte e instalação

• Pode integrar as ETAR compactas de qualquer sistema comercial existente

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

• CONSTRUÇÃO: PRFV

• ENCHIMENTO: Biocubo NATANTIA®

• CAUDAL DE TRATAMENTO: 15 – 100 m3/dia

• MODELOS: BM SYCON®compact 100; 250; 500; 1000

APLICAÇÕES

• Como reactor aeróbio em ETAR BM da Bluemater

• Como reactor biológico de outras soluções de tratamento

• No tratamento de águas residuais urbanas, industriais e aquacultura

• No upgrade de ETAR existentes